Capa Público


Edição de terça-feira, 21 de maio 2024

capa Público



Títulos da Capa Público de terça-feira, 21 de maio 2024

  • MP arquiva inquérito a “cerco” ao Capitólio por forças de segurança: PSP, que garantia a segurança da manifestação ilegal durante o debate entre Pedro Nuno Santos e Luís Montenegro no Parque Mayer em fevereiro, não conseguiu identificar os seus promotores. Irão: morte de Ebrahim Raisi abre potencial luta pelo poder. Parlamento: José Pedro Aguiar-Branco, o “anti Augusto Santos Silva”.
 Ver Comentários Capas Público anteriores
capa Correio da Manhã                    

Correio da Manhã

21 mai 2024
capa Jornal de Notícias                    

Jornal de Notícias

21 mai 2024
capa Diário de Notícias                    

Diário de Notícias

21 mai 2024
capa Jornal i                    

Jornal i

21 mai 2024

Capas de Revistas:

capa Revista Caras                    

Revista Caras

21 mai 2024
capa Nova Gente                    

Nova Gente

15 mai 2024
capa Visão                    

Visão

16 mai 2024
capa Lux                    

Lux

16 mai 2024

Últimas Notícias Público

Encarar a realidade: dilemas da direita e da esquerda face à questão ecológica

Encarar a realidade: dilemas da direita e da esquerda face à questão ecológica

Numa altura em que se inicia a revisão do acordo de rendimentos, é tempo de se assumir que não vai haver mais riqueza nem mais recursos materiais – os que existem têm de ser mais bem distribuídos. Opinião de Helena Lopes
Um relógio parado tem razão duas vezes por dia

Um relógio parado tem razão duas vezes por dia

Pedro Nuno Santos veio, solene, dar nota da sua “congratulação pessoal” acerca da decisão sobre o aeroporto.. Na sua leitura dos factos, o anúncio do Governo vinha corroborar a sua própria decisão. Opinião de Pedro Norton
Pode ser “legítima defesa” a violência extrema que se vê na Palestina?

Pode ser “legítima defesa” a violência extrema que se vê na Palestina?

Tudo é para além do concebível, na Faixa de Gaza. Opinião de Maria do Carmo Vieira
Portugueses preferem depósitos, mas a maior rentabilidade líquida está nos fundos

Portugueses preferem depósitos, mas a maior rentabilidade líquida está nos fundos

Análise da CMVM a um período de 25 anos confirma que investimentos de risco garantem maior retorno que as aplicações de capital garantido.
Abril nos dedos

Abril nos dedos

Poesia Pública é uma iniciativa do Museu e Bibliotecas do Porto comissariada por Jorge Sobrado e José A. Bragança de Miranda. Ao longo de 50 dias publicaremos 50 poemas de 50 autores sobre revolução. Opinião de Renata Correia Botelho
José Pedro Aguiar-Branco, o “anti Augusto Santos Silva”

José Pedro Aguiar-Branco, o “anti Augusto Santos Silva”

Leitura formalista da Constituição ou combate político ao radicalismo populista são as duas orientações em debate na polémica sobre como deve agir um presidente da Assembleia da República.
Público

CAPAS JORNAIS



Capas Jornais
feito com ❤ em Portugal